Facebook Twitter Google+ RSS Blog Gastrovia
BUSCA
Onde?
GUIA
Localidade
 
NOTÍCIAS - ACONTECE
Cervejaria Berggren chega ao mercado com potencial para ser a maior cervejaria da América Latina
10/02/2016

Há duas décadas que o Brasil tem contato com o mercado cervejeiro artesanal e há pelo menos cinco anos que o produto começou a ser conhecido do grande público. As cervejarias artesanais se espalham pelo país com a honrosa missão de serem elementos de difusão dessa cultura que fincou raízes por aqui. Mas para adentrar esse mercado há que se contar com a melhor estrutura para produzir as melhores cervejas. Ciente dessa necessidade, a Cervejaria Berggren vem se preparando desde 2009 para mudar a história do mercado cervejeiro, não só brasileiro como também do continente. E em janeiro de 2016 a cervejaria começa a sua operação pelo país tendo Lucas Berggren com Diretor Geral da cervejaria.

O embrião da Berggren

Foi entre 2008/2009 que a família Berggren começou a estudar o funcionamento dos equipamentos para a montagem da fábrica da cervejaria. E a diferenciação da empresa já começou quando pensaram em montar uma fábrica piloto (com laboratório e estrutura de envase) para testar as cervejas – algo presente em poucas cervejarias do país. Mas como a família tem atuação na indústria têxtil – que passou por uma crise – não teve recursos o suficiente para montara planta cervejeira – deixando apenas a fábrica piloto montada. “Essa dificuldade acabou sendo benéfica porque conseguimos ir testando as cervejas e tiramos todas as licenças para registraros produtos”, analisa o Diretor Geral que também coloca à disposição a fábrica piloto para cervejeiras que queiram testar produtos. Além de a cervejaria também estar aberta para a produção colaborativa com outras cervejarias.

A retomada do projeto

Somente entre 2013/2014 a família voltou a ter fôlego para fechar o contrato de fornecimento de todo o maquinário (vindo da Alemanha) e no início de 2015 começaram o processo da montagem buscando aliar o processo industrial (com tecnologia de ponta) para produzir as cervejas - com sabores já conhecidos e consagrados internacionalmente – seguindo o trabalho da maneira mais tradicional e artesanal possível. Mas como? Acompanhando de perto todos os processos produtivos – dentro desta que será uma das únicas microcervejarias do Brasil a ter todo o processo automatizado sem contato da bebida com mangueiras - e utilizando somente os melhores insumos para entregar aos consumidores as mesmas cervejas que já foram premiadas em muitos concursos de renome internacional. Afinal, a Berggren não produz edições especiais para os concursos que participa. “A mesma cerveja do tanque vai para concursos e para o copo do consumidor”, afirma o Diretor.

Distribuição

A distribuição será iniciada em cidades próximas há um raio de 100 km de distância da fábrica (São Paulo, Sorocaba, Itú, Piracicaba, Campinas e Jundiaí). Há planos de chegarem a outros estados onde o consumo de cervejas artesanais ainda não está desenvolvido - por intermédio do trabalho de uma distribuidora que está sendo desenhado para levar o produto às regiões de Bauru (e todo o oeste de SP), Marília e Norte do Paraná (Maringá e Londrina), Mato Grosso do Sul e o Triângulo Mineiro.

Números

O produto deverá chegar ao mercado com valores indo de R$ 12,00 a 15,00 nos Pontos de Venda com a fábrica iniciando com capacidade de produção de 120 mil litros/mês (gerando assim 240 mil garrafas) com potencial de chegar a 10 vezes mais - quando todos os tanques estiverem alocados na planta que conta com 27 mil/m² de área dentro de um terreno de 57 mil m².

“Acredito que o mercado vai mudar bastante porque queremos ter representação dentro dos principais estilos de cerveja. Ou seja: todos vão ter que melhorar um pouco mais suas produções porque o mercado vai ficar mais seleto. E também não mediremos esforços para colocar em prática processos inovadores para a extração dos melhores aromas e sabores das nossas cervejas – provenientes dos melhores ingredientes disponíveis”, finaliza Lucas Bergrren.

Abaixo a descrição da linha de cervejas Berggren:

 

Berggren-Strong Ale / Red Ale

Esta Barley Wine possui sabor intenso, maltado e licoroso. Tem aroma complexo, corpo denso, amargor acentuado e agradável provenientes da utilização de lúpulos especiais. Tem ótimo drinkability.

Prêmios: Medalha de Ouro no Festival Brasileiro da Cerveja de Blumenau (SC) em 2015

Teor alcoólico: 9,5%

IBU: 60

Temperatura ideal de serviço: entre 5ºC e 8ºC

Copo ideal para degustação: Snifter (copo de conhaque)

Harmonização: Carnes vermelhas e de porco assadas e grelhadas, presuntos defumados, patês de queijos e de carnes, pães integrais escuros e queijos fortes e intensos

 

Berggren Irish Dry Stout

Representando o estilo Dry Irish Stout, essa obra prima possui sabor de maltes tostados e aroma de caramelo, café e chocolate. Além disso, a cerveja tem espuma densa, é encorpada, seca e cremosa.

Prêmios: Medalha de Ouro no The Great South Beer Cup IV (realizado em Belo Horizonte/MG) em 2014 e Medalha de Bronze no European Beer Star de 2014

Teor alcoólico: 7,5%

IBU: 50

Temperatura ideal se serviço: entre 5ºC e 8ºC

Copo ideal para degustação: Pint

Harmonização: Bolos e outras sobremesas a base de chocolate, sorvetes sabor creme, café, chocolate ou baunilha, pães integrais, patês e carnes defumadas. Também combina com charutos e cachimbos sabor chocolate.

 

Berggren  Dunkler Bock

Esta cerveja é preparada de acordo com as receitas das tradicionais cervejas Bock da Alemanha. O produto tem aroma levemente tostado e tem sabor adocicado com notas achocolatadas e caramelizadas. Tem espuma densa e cremosa.

Prêmios: Medalha de Bronze no Australian International Beer Awards de 2014

Teor alcoólico: 6,5%

IBU: 22

Temperatura ideal de serviço: de 5ºC a 7ºC

Copo ideal para degustação: Taça ou Caldereta

Harmonização: Carnes assadas ou defumadas, presuntos, patês (de carne, queijos e ervas finas), pães integrais, pratos apimentados, panetones e tortas frutadas

 

Berggren Pilsen Extra

Leve e refrescante, esta cerveja do estilo Classic German Pilsner é produzida com matérias primas alemãs. A variedade de lúpulos utilizada garante mais frescor ao produto que passa pelo tradicional processo cervejeiro de produção alemão e pelos mais modernos sistemas de controle de qualidade.

Prêmios: Medalha de Prata no U.S. Open Beer Championship (realizado em Atlanta/EUA) de 2014

Teor alcoólico: 5,5%

IBU: 25

Temperatura ideal de serviço: de 2ºC a 5ºC

Copo ideal para degustação: Pilsner e Tulipa

Harmonização: Grelhados e assados de carnes suínas, bovina e aves; salsichas, peixes, frutos do mar, batata frita, hambúrguer, pizza, tortas assadas salgadas e pipoca.

 

Berggren Weiss

Cerveja de maltes de trigo, turva, opaca e não filtrada. O que se sobressai é a levedura, o delicado sabor de malte, o aroma frutado que remete a banana e condimentado que remete a canela e especiarias. Possui espuma intensa e cremosa.

Teor alcoólico: 5,3%

IBU: 12

Temperatura ideal de serviço: de 4ºC a 6ºC

Copo ideal para degustação: Weizen

Harmonização: Pratos vegetarianos (desde que não tenham muito condimento), vegetais e frangos grelhados, além de pratos da culinária alemã e japonesa.

Acesse: www.berggrenbier.com.br

Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia!
Faça seu comentário:
Nome:
E-mail:
Código de segurança
Digite aqui o código de segurança mostrado na imagem abaixo.
CAPTCHA Image
Notícias relacionadas
 
 
 
Sobre o Gastrovia
Anuncie
  Sugestões
Parcerias
  Cadastre seu estabelecimento
Trabalhe conosco
  Não encontrou?
Contato
Home
Notícias
  Ebooks
Cozinha de A à Z
  Vídeos
Dicas
  Receitas
Cadastre-se
 
© 2019 Gastrovia Turismo e Gastronomia