Facebook Twitter Google+ RSS Blog Gastrovia
BUSCA
Onde?
GUIA
Localidade
 
COLUNISTAS - Manoela Peressinoto
Suas promessas de ano novo ainda têm salvação
29/06/2012

Estamos encerrando nesta semana o primeiro semestre do ano.

Você já deve ter conquistado muitas vitórias, passado por dias difíceis e até já deve sonhar com umas férias pra agüentar a outra metade do ano. A final, como anda sua vida até agora? Já parou pra pensar se cumpriu algum item daquela listinha de promessas de ano novo? Aquela, que entra ano sai ano nós fazemos… e engavetamos.

Emagrecer, trocar de emprego, parar de fumar, comer alimentos mais saudáveis. Algumas promessas, como comprar um carro novo, até conseguimos realizar. Mas, quando se trata de mudanças de hábitos e comportamentos, o caminho é bem difícil e convenhamos, nada divertido. E então, nossas tentativas ambiciosas de fim de ano acabam quase sempre frustradas. A boa notícia é que (ufa!) temos salvação. Como? Escolha o objetivo CERTO!

Se sua barriguinha está incomodando, parece óbvio estabelecer logo a meta de perder seus 10 quilos extras, certo? Errado!, diz um professor de Harvard, Dr. Edward Phillips, também diretor e fundador do The Institute of Lifestyle Medicine. Segundo ele, lidar com pequenos objetivos (factíveis, por favor) de cada vez, torna mais provável alcançar sua meta e com isso aumentar sua auto estima para buscar metas maiores e mais rígidas.

Em seu livro Pequenas mudanças, grandes recompensas: um guia prático para uma vida feliz e saudável, Dr. Phillips recomenda que as grandes metas sejam quebradas em pequenas tarefas. Parece um pouco bobo? Pois experimente! Faça do seu objetivo o mais SMART possível: Specific (específico), Measure (mensurável), Achievable (alcançável), Realistic (realista) e Time based (com prazos específicos). Quer ver? Pare de dizer que vai mudar radicalmente sua alimentação, viver sem doces, só comer orgânicos e abandonar a cervejinha.

Comece assim: 

S - defina um objetivo muito específico. Por exemplo, "vou acrescentar uma fruta picada a minha dieta diária”;
M - encontre uma maneira de medir seu progresso. Marcar no seu calendário todos os dias que conseguir comer uma fruta é uma boa idéia;
A - avalie e tenha certeza de que essa meta é viável, se não, tente algo mais fácil no início. Sabendo que não poderá levar sua fruta fresca no trabalho, compre frutas secas variadas. Um bom começo não?
R - seja realista, ou seja, sinta se está disposta e confiante em alcançar esse pequeno objetivo. Se você não estiver empenhada, nada vai funcionar;
T – defina uma data para começar e cheque seu progresso ao longo do mês. 

E por favor, esqueça a segunda-feira! Comece na quarta, que tal? A partir daí você pode continuar com outras estratégias, como criar um alarme no seu celular para lembrá-lo de comer a fruta. A cada meta cumprida sua confiança aumentará e logo logo você criará o hábito de comer frutas frescas muito mais que uma vez ao dia, pode apostar.
E então, vai deixar pra pensar nisso só no final do ano? Até lá você já pode ter uma lista não de desejos, mas de sucessos! Boa sorte.

Manoela Peressinoto

Fonte: Annmarie Dadoly, Editor, Harvard Health Publications O compilado Simple Changes, Big Rewards: A Practical, Easy Guide for Healthy, Happy Living é um dos mais de 60 artigos de saúde  disponíveis na Escola de Medicina de Harvard.
Você pode lê-los em partes, ou comprar online através do endereço: www.health.harvard.edu/change.

Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia!
Faça seu comentário:
Nome:
E-mail:
Código de segurança
Digite aqui o código de segurança mostrado na imagem abaixo.
CAPTCHA Image
Notícias relacionadas
 
 
 
Sobre o Gastrovia
Anuncie
  Sugestões
Parcerias
  Cadastre seu estabelecimento
Trabalhe conosco
  Não encontrou?
Contato
Home
Notícias
  Ebooks
Cozinha de A à Z
  Vídeos
Dicas
  Receitas
Cadastre-se
 
© 2019 Gastrovia Turismo e Gastronomia