Facebook Twitter Google+ RSS Blog Gastrovia
BUSCA
Onde?
GUIA
Localidade
 
NOTÍCIAS - ACONTECE
Brahma Super Bull PBR distribuirá mais de R$ 7,2 millhões em prêmios
24/08/2012

  

Esporte que neste ano levará mais de 13 milhões de fãs pelas arenas do Brasil, a Montaria em Touros distribuirá mais de R$ 7,2 milhões em premiação em 2012. “Esta é a maior premiação que o campeonato já disponibilizou aos competidores. Com certeza, será a maior competição da história”, disse Flávio Junqueira, presidente da PBR, entidade esportiva responsável pela competição, que em 2012 contará com uma etapa na Faici (Feira Agropecuária, Industrial e Comercial de Indaiatuba), que acontece de 17 a 21 de outubro.

O torneio começou em 13 de abril em Londrina, Paraná. Até a final, marcada para 25 de novembro, em Americana, cerca de 400 cowboys disputarão o prêmio recorde de R$ 1 milhão.  “A modalidade nunca foi tão valorizada como agora. O ano de 2012 será histórico para os peões e para o esporte como um todo”, comenta Edevaldo Ferreira, atual campeão brasileiro.

Em uma estrutura parecida com o ATP Tour de tênis, o Campeonato Brasileiro de Montaria em Touros terá, além da final, outras cinco etapas principais, chamadas Iron Cowboy. Disputadas no sistema de playoffs, Curitiba, Jaguariúna, Barretos, São José do Rio Preto e Americana, que sediará dois eventos no ano, serão as edições com maior pontuação e premiação. No total, serão distribuídos R$ 7,2 milhões aos competidores, quase o triplo do investimento feito no ano passado.

O Brahma Super Bull PBR 2012, o campeonato brasileiro da modalidade, também será pela primeira vez transmitido ao vivo em TV aberta, pela RedeTV! e em TV fechada, pela Globosat HD, que são os novos parceiros da PBR e da Santarena e exibirão pelo menos 10 etapas da elite da modalidade. “A entrada do Brahma Super Bull PBR na grade de grandes veículos de comunicação é a prova de que o esporte está profissionalizado”, afirma Junqueira.

Bem-estar animal
Os animais de Rodeio ganharam muito com a Lei Federal 10.519, de 17 de Julho de 2002, pois as irregularidades antes encontradas nestas disputas terminaram. Atualmente, o Artigo 2, inciso II desta Lei deixa bem clara a responsabilidade do médico veterinário quanto às questões de integridade física e bem-estar do animal, que devem assumir toda a responsabilidade sanitária e de conforto dos animais envolvidos, quer seja no rodeio, ou nas provas funcionais e cronometradas.

Modalidades
Montaria em Touro

A montaria em touro consiste basicamente em que o cowboy (competidor) permaneça por oito segundos no dorso do animal, usando uma luva de couro na mão e segurando a chamada Corda Americana, que pode conter polaco (sinos) para aumentar a aderência da luva na corda. É permitido o uso de resina seca, sendo proibido qualquer outro produto. A roseta do cowboy deve ter as pontas arredondadas, para não machucar o animal.

Na preparação dentro do brete, o cowboy poderá ter a ajuda de, no máximo, um auxiliar para ajustar a corda. A pontuação ou nota é dada pelo juiz ou juízes da prova, que levam em consideração vários fatores como a dificuldade imposta pelo animal com seus pulos, torções e rodopios na tentativa de derrubar o cowboy, o estilo imposto pelo cowboy no uso da mão livre (a mão de equilíbrio), o uso da roseta, entre outros.

Uma vez aberta a porteira, a mão livre do cowboy não poderá tocar em nada, seja na ferragem do brete ou no alambrado, no animal ou no próprio corpo do cowboy. Quando isso acontece, considera-se que o cowboy apelou, e a nota é zero. O cowboy terá direito a outra montaria se o juiz decidir que o animal não deu condições para a preparação dentro do brete, deitou na arena, não pulou ou se houve falha no equipamento do boiadeiro.

Cutiano (Montaria em Cavalo)
É um estilo praticado somente no Brasil, que se caracteriza pela falta de apoio do peão, que tem que resistir aos pulos do animal. A sela no estilo Cutiano tem o formato mais alongado e não tem o pito à frente da sela. As rédeas onde o peão se segura são duas tiras de corda presos a par de argolas de ferro ou nas tiras de couro que passam pelo peito do animal.

É obrigatório o uso do baixeiro (tecido macio que fica entre a sela e o animal), e a roseta deve ser usada na região da paleta do animal. No primeiro pulo, o peão deve posicionar as esporas, sem pontas, no pescoço, acima da paleta do cavalo. Já no segundo pulo, as esporas devem ser puxadas para trás.

Para pontuar, o cowboy deve manter-se oito segundos no dorso do animal e sua mão de equilíbrio não pode tocar em nada. Para a nota, o juiz considera o estilo e o grau de dificuldade imposto pelo animal através de seus pulos, giros e torções corporais.

Três Tambores
A Prova dos Três tambores teve origem nos Estados Unidos e hoje é uma das modalidades mais respeitadas no Brasil. Geralmente é feito com cavalos Quarto de Milha, Paint Horse e Appaloosa, mas nada impede a realização do percurso com outros cavalos. Nos rodeios, é uma modalidade exclusivamente feminina. O intuito dessa prova é contornar os três tambores, que estão dispostos na pista de forma triangular, sem derrubar. Será consagrada vencedora quem fizer o percurso em menor tempo.

Programação de shows
Dia 17/10 - Gian & Giovani (entrada franca)
Dia 18/10 - Fernando & Sorocaba
Dia 19/10 - Michel Teló
Dia 20/10 - Eduardo Costa
Dia 21/10 - Chitãozinho & Xororó.

FAICI 2012
Data: 17 a 21 de outubro
Local: Distrito Industrial (quilômetro 51 da Rodovia SP-75)
Informações: (19) 3825-1752 ou comercial@faici.com
Site oficial: www.faici.com.


 

Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia!
Faça seu comentário:
Nome:
E-mail:
Código de segurança
Digite aqui o código de segurança mostrado na imagem abaixo.
CAPTCHA Image
Notícias relacionadas
 
 
 
Sobre o Gastrovia
Anuncie
  Sugestões
Parcerias
  Cadastre seu estabelecimento
Trabalhe conosco
  Não encontrou?
Contato
Home
Notícias
  Ebooks
Cozinha de A à Z
  Vídeos
Dicas
  Receitas
Cadastre-se
 
© 2018 Gastrovia Turismo e Gastronomia