Facebook Twitter Google+ RSS Blog Gastrovia
BUSCA
Onde?
GUIA
Localidade
 
NOTÍCIAS - ACONTECE
Maior exposição de flores e plantas ornamentais da América Latina, apresenta o tema Amor para a edição 2012
29/08/2012

A Expoflora, maior exposição de flores e plantas ornamentais da América Latina, escolheu o amor como tema de todas as atrações, inclusive das novidades que, certamente, encantarão ainda mais os visitantes. O evento acontece de 30 de agosto a 23 de setembro, de quinta-feira a domingo, das 9h às 19h, em Holambra, antiga colônia holandesa realizada a 140km da capital paulista. Tudo, na Expoflora 2012 estará relacionado ao amor: “O amor em flores e cores” tematiza a exposição de arranjos florais; “Um amor de jardim” é o foco dos projetos dos 20 ambientes da Mostra de paisagismo e Jardinagem e “O amor está no ar” tornará ainda mais emocionante a Chuva de Pétalas, que esse ano passa a ser realizada às 16h30, todos os dias do evento.

 A tradicional Chuva de Pétalas da Expoflora

Na Parada das Flores, que esse ano começa às 16h levando os visitantes em um grande e animado desfile até o local da Chuva de Pétalas, a decoradora Stans Scheltinga também usou as flores e plantas nos três carros alegóricos para falar de amor. Além das novidades em flores e plantas ornamentais, como a Planta Ovo, o lírio dobrado sem pólen, o ranunculus, o agapanthus, a princettia, e os hibiscos, a Expoflora apresenta novas orquídeas, como a Lila Mystique, a coleção phalaenopsis exóticas e a supermini, cujas flores não têm mais de 3 cm de tamanho.
As novidades em flores e plantas ornamentais podem ser vistas logo na entrada, no lounge, após as catracas da bilheteria e no ambiente “Novos Olhares” da exposição de arranjos florais organizada pelos decoradores e paisagistas holandeses Jan Willem van der Boon e Jessica Drost. A exposição, que tem como tema “O amor em flores e cores”, é uma grande vitrine para as novidades do setor, pois permite que as novas variedades de flores e plantas ornamentais sejam testadas quanto ao gosto do público e preferência do consumidor antes que os produtores invistam no seu cultivo em larga escala para o abastecimento do mercado.


Exposição de arranjos florais tem como tema "O amor em clores e flores"


Vale lembrar que Holambra é o maior produtor de flores e plantas ornamentais do país e responde por 35% a 40% de toda a produção e comercialização no Brasil.

Novidades da Expoflora
Logo na entrada da Expolfora o visitante será surpreendido pelo Shopping das Flores, que substitui o antigo Garden Center, numa área de 3.300 metros quadrados. A readequação de espaços foi realizada para oferecer maior conforto aos visitantes que desejam adquirir os produtos cultivados em Holambra, antiga colônia holandesas cujo é a junção das palavras Holanda, América e Brasil. Localizado estrategicamente no pavilhão de entrada e saída do evento, o Shopping das Flores conta com grandes vitrines que permitem uma visão panorâmica de seu interior, repleto de bancadas e prateleiras nas quais estão expostas, para venda, cerca 200 espécies e mais de 2 mil variedades de flores e plantas ornamentais cultivadas por de cerca de 200 produtores de Holambra.

As praças e áreas livres do recinto ganharam nova decoração. Três corações de petúnias, formando um túnel, e um imenso buquê de noiva de crisântemos bola belga surpreendem os visitantes. Cada coração é formado por 200 cuias de petúnias vermelhas e, o buquê, por 160 vasos de crisântemos bola belga. A alameda dos Amarillis, por onde passa a Parada das flores (agora, às 16h), foi toda decorada com açucenas (no pelo qual os amarillis são conhecidos em parte do Brasil), assim como toda a praça Klass Schoenmaker, em frente a sala da Assessoria de Imprensa.


A Açucena, originária da América do Sul, é comparada à tulipa

A Açucena (gênero botânico Amaryllis) é originária da América do Sul, mas muito conhecida e desejada na Europa. Ela é a grande tendência do paisagismo na temporada Primavera/Verão. Comparada à Tulipa por ser uma flor proveniente do bulbo, por desabrochar na primavera e por impressionar com suas cores fortes e vibrantes, ela tem um rápido crescimento e floração de até um mês. Depois desse período o bulbo entra em período de dormência para florescer novamente na primavera. Para se ter uma ideia, 95% da produção de bulbos da açucena no Brasil são exportados para Europa.

Interatividade
Como tudo na Expoflora esse ano será voltado para o amor, a organização decidiu criar ações interativas com os visitantes para que eles possam expressar os seus sentimentos. Para tanto, de duas a quatro floristas circularão pelo recinto da Expoflora oferecendo Torpedo de flores. A pessoa escolhe a flor que quer mandar para alguém que esteja no recinto, preenche o cartão e a florista encarrega-se de entregar, na hora, o “torpedo de flores” para o destinatário.
Os torpedos serão os 10 tipos de buquês da Coleção Emoções da fazenda Terra Viva, formado por flores cheias de significados: Gérbera (paixão), Lírio (pureza, paz e felicidade), Flor do Campo (alegria), Aster (sensibilidade), Gladíolo (vitória, conquista), Liatris (coragem), Lisianthus (sofisticação), Calla (amor), Alstoemeria (ternura) e Primavera (felicidade).

Culinária holandesa
Todos os anos, chefs e confeiteiros de Holambra vasculham receitas de família e reservam novidades gastronômicas para que os visitantes da Expoflora façam uma imersão saborosa na cultura e na culinária holandesa. Nessa deliciosa busca por inovações nasceu uma sobremesa que promete provocar os sentidos dos visitantes do maior evento de flores e plantas ornamentais da América Latina: o Vaso de Flor.


O Vaso de Flor promete conquistar os visitantes da Expoflora

O doce, que reproduz um lindo vasinho de alstroemeria, é servido em cachepot de alumínio. A base é feita de bolo de coco com recheio de creme e chocolate, coberta por uma camada de biscoitos moídos que lembram a terra adubada na qual as flores são cultivadas. “Plantada” e protegida por um tubete plástico e hidratada com água filtrada, uma altroemeria foi escolhida para decorar a sobremesa, pela sua beleza e durabilidade. A flor não é comestível, apenas decorativa. Servidos em uma bandeja retangular, os vasinhos parecem um pequeno jardim. Essa tentação para ser degustada com a boca e com os olhos foi criada pelo Casa bela Restaurante.

A viagem pelas novidades culinárias da 31ª Expoflora também ganha uma pitada de história com o doce hollandse duet (dueto holandês), inspirado num tradicional creme de baunilha acompanhado pelo speculaas, um biscoito de canela e especiarias superfamoso na terra de Vincent van Gogh. A receita é da chef Juliana Meulman, da Confeitaria Zoet en Zout (Doces e Salgados)

Ainda adoçando o paladar dos visitantes, os poffertjes (fofinhos) são irresistíveis. Originário da França, mas totalmente incorporado à cultura holandesa, o doce é uma espécie de panquequinha que pode ser feita com muitos acompanhamentos, sendo os mais procurados o com manteiga e açúcar (tradicional) e o com morango e chantilly. Esses docinhos são vendidos apenas em um quiosque do Casa Bela Restaurante.

Nesta edição da Expoflora, comidinhas típicas como os proffertjes e o stroopwafel (waffles com caramelos) e a batata no cone que fazem parte do dia a dia dos holandeses, estarão disponíveis em diversos pontos no recinto em modernos quiosques, recriando a facilidade com a qual essas delícias são encontradas na Holanda. O stroopwafel pode ser encontrado na Oma Beppie e nas confeitarias Martin Holandesa e Zoet en Zout.

A viagem pelos sabores da Holanda ganha a companhia do StampotWortel SpareRibs met Appelmoes (costelinha com batido de cenoura e purê de maçã), prato criado nos tempos da Guerra dos 80 anos, há quase meio milênio, e preparado em diversos lares holandeses até os dias atuais. O pannekoek (fala-se panecuque), que está para os holandeses assim como a pizza para os brasileiros, ganha um novo recheio este ano. O prato é uma espécie de panqueca aberta com recheio incorporado à massa e gratinada com queijo gouda. O novo recheio traz a batata Rostï, numa receita recentemente trazida da Holanda. Esses dois pratos podem ser encontrados no Restaurante Pannenkoek huis.

Para matar a sede, os visitantes contarão com a Beer Station Heineken, uma choperia móvel que permite ao público degustar o refrescante e saboroso produto diretamente de cinco tanques da estação. A Beer Station Heineken está adaptada para transportar e abastecer grandes eventos com o inigualável chope da marca. Constituída de cinco reservatórios de 1.800 litros cada um, a estação tem capacidade para fornecer aos apreciadores de um colarinho cremoso um total de 9.000 litros do produto com a qualidade Heineken reconhecida no mundo inteiro.

Atrações fixas
Das atrações fixas, outro destaque é a 8ª mostra de paisagismo Minha Casa Meu Jardim traz esse ano a proposta de mostrar que os jardins não são espaços apenas de contemplação, mas um lugar vivo que precisa de cuidados e de muita atenção. São 20 ambientes criados por cerca de 40 arquitetos, paisagistas, biólogos, engenheiros agrônomos, designers florais, artistas plásticos e laguistas de Barueri, Campinas, Holambra, Jaguariúna, Londrina, Mogi Mirim, Monte Alegre do Sul, Pedreira, Pirassununga, São Paulo, Sorocaba e Vinhedo. A Mostra Minha Casa Meu Jardim é organizada pelo casal Ana Rita Gimenes e Ralph Dekker, da Floral Design Brasil, centro de formação internacional para floristas, localizada em Holambra.


Mostra de paisagismo está entre as atrações da Expoflora


O objetivo é também apresentar produtos e serviços disponíveis no mercado brasileiro para a boa prática da jardinagem, destacando a importância de se contratar um bom profissional para a elaboração dos projetos. A proposta  é que o jardim deixe de ser um “quadro’”apenas admirado para tornar-se um ambiente de interação entre as pessoas e a natureza. Quando bem cuidado, o jardim retribui com flores, lindas plantas e saborosos frutos, tornando-se uma área de estar para relaxar, estudar, pintar, ouvir música ou, simplesmente, curtir a natureza.
Os turistas podem ainda realizar um Passeio Turistico, que inclui city tour por Holambra. Realizado durante o evento, é uma imersão na cultura holandesa e inclui a visita ao moinho de vento em tamanho natural e à uma fazenda produtora de flores.

Danças típicas
Com seus trajes coloridos e tamancos de madeira, 300 jovens holambrenses, de 10 grupos, apresentam-se diariamente a partir das 14h30 horas nos quatro palcos do recinto. O grupo de dança de Holambra é o único no mundo a reunir coreografias de distintas regiões da Holanda, graças a um intenso trabalho de pesquisa realizado pelo professor Piet Schoemaker.


Apresentação de danças típicas


Os integrantes, de acordo com a idade, são divididos em grupos que têm nomes de flores, escolhidos pelas próprias crianças. Por ano, cada um deles aprende cerca de 16 coreografias que só podem ser repetidas quando o grupo já está junto há 10 anos. O repertório tem por objetivo preservar as raízes culturais holandesas e mostrar coreografias que datam de 1600 até a atualidade.

As danças são inspiradas na natureza (dança da chuva, do pica-pau e a polca no gelo, que lembra a patinação), nas profissões e ofícios (sapateiro, lavadeiras, marinheiro, do ato de bombear água, da preparação da cerveja), nas colheitas (carregador de feijão, cevada madura) ou mesmo em histórias sobre a origem e as tradições do povo holandês, representadas por meio de valsas, marchas, mazurcas e o schots (que virou xote).

Os integrantes ensaiam semanalmente por sete meses (de fevereiro a agosto) para a apresentação na Expoflora. A maior parte dos dançarinos é morador de Holambra e descendente dos holandeses que fundaram a antiga colônia.

Sobre a Expoflora
A Expoflora chega para dar as boas-vindas à primavera. O evento não se caracteriza como feira, pois o seu objetivo não é vender, mas, sim, mostrar ao público as flores e plantas ornamentais cultivadas por mais de 200 produtores de Holambra. Antiga colônia holandesa, hoje a cidade de Holambra (junção das palavras Holanda, América e Brasil), apesar de contar com pouco mais de 11 mil habitantes, é o maior centro de cultivo e comercialização de flores e plantas ornamentais do país, respondendo por cerca de 40% das vendas do setor. Por isso o município é conhecido como a Capital Nacional das Flores e como a Cidade das Flores.


São esperados cerca de 300 mil visitantes na Expoflora deste ano

Em seus 16 dias de realização a Expoflora deve atrair cerca de 300 mil visitantes, ou cerca de 3.000% a população da cidade. O evento gera em torno de 1.800 diretos e 5 mil vagas (diretas ou indiretas). Os investimentos somam R$ 3,5 milhões e provoca reflexos na economia da região entre R$ 18 milhões e R$ 20 milhões nas cidades localizadas num raio de 80 km de Holambra.

O recinto da Expoflora tem 250 mil metros quadrados, onde estão instaladas duas praças de alimentação com 16 lanchonetes e sete restaurantes (de fast-food até comidas nacionais e típicas holandesas) e duas confeitarias típicas, além três pavilhões de exposição onde podem ser encontrados cerca de 250 estandes desde artesanatos a produtos industriais e para decoração, além de móveis e utensílios domésticos. A infraestutura conta com posto médico, sanitários, fraldário e guarda-volumes. O estacionamento tem capacidade para cinco mil veículos em sistema rotativo.

*Crédito das fotos: Humberto de Castro.

Serviço
31ª Expoflora
Data: de 30 de agosto a 23 de setembro, de quinta-feira a domingo
Horário: das 9h às 19h
Localização: Holambra, SP 340, Rodovia Campinas-Mogi Mirim, saída 140.
Ingressos: R$ 30. Crianças de até cinco anos de idade, acompanhadas dos pais ou responsáveis, não pagam.
Informações sobre a Expoflora: (19) 3802-1421 ou pelo e-mail: contato@expoflora.com.br.

Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia!
Faça seu comentário:
Nome:
E-mail:
Código de segurança
Digite aqui o código de segurança mostrado na imagem abaixo.
CAPTCHA Image
Notícias relacionadas
 
 
 
Sobre o Gastrovia
Anuncie
  Sugestões
Parcerias
  Cadastre seu estabelecimento
Trabalhe conosco
  Não encontrou?
Contato
Home
Notícias
  Ebooks
Cozinha de A à Z
  Vídeos
Dicas
  Receitas
Cadastre-se
 
© 2017 Gastrovia Turismo e Gastronomia